Poesias

NOVA FASE

Sou rochedo do vale perdido,
aguardando para revelar-me.
Ouço passos que se afastam.
A tormenta se aproxima.
O céu escureceu.
A tempestade é iminente.
Raios são constantes
sobre meu dorso,
abrindo sulcos.
A natureza é sabia.
O rochedo parte-se,
dividindo-se em fragmentos.
As pedras,
ha pouco gigantes,
dão lugar a pequenos pedregulhos
que cobrem a estrada do viajante.
Sou a brita do caminho.
Sou o lastro do caminhante.
A natureza é sábia.
Completei meu ciclo
e aguardo...
... até que surja
... minha nova missão.

Neida Rocha
14/06/2016

 

 

Todos os direitos reservados a Neida Rocha. Os textos podem ser copiados, desde que citado o nome da autora

site desenvolvido pela wwsites - sites para escritores